Um espaço sem complexos para reflectir sobre as misérias e alegrias de quem vive no subúrbio de grandes cidades, como é Lisboa.
Quinta-feira, 13 de Outubro de 2005
Preguiças
A chuva teve vergonha do estrago que estava a fazer e parece que já se foi novamente embora! Mas ficou aquela preguiça que apenas o frio pode trazer, aquela vontade de ficar mais uma manhã na cama!

Deve ser por isso que hoje todas as pessoas com que me cruzei tinham um ar um pouco amarrotado, como se tivessem caído da cama naquele instante! Mas em compensação, o dia começou radiosamente limpo, a contrastar com o espirito da época e foi escurecendo com o evoluir do dia.


Caso do dia: cada dia que passa mais e mais colegas trabalhadores descobrem que há muita gente sem vergonha neste mundo. Gente que tem verdadeira alergia ao trabalho, mas que cuida dessa doença com muito cuidado, não vá curar-se de vez!

O pior é que quanto menos essas pessoas fazem, mais se irritam com os outros que as rodeam que ainda tem vergonha na cara e pelo menos tentam ganhar honestamente o seu salário no final do mês.

Num país qualquer um pouco mais civilizado, essa fruta podre já tinha sido deitada pro lixo. No entanto na Suburbia Tuga, isso tem um nome: direitos adquiridos. Não sou contra direitos adquiridos e até beneficio deles, sou contra é direitos adquiridos injustamente por gente que quase nada produz e deixa os outros à beira de um ataque de nervos!

Claro que se pode alegar sempre que o grau de justiça dos direitos adquiridos é sempre subjectivo e claramente desfavoravel aos mais novos, que cada dia mais se vêm envolvidos numa teia de precaridade e até mediocridade. Este é um ciclo viciada que tem que ser interrompido urgentemente ou dentro de algumas gerações teremos apenas zombies estúpidos, totalmente acéfalos e acríticos, porque os valores que lhes incutiram foram sempre esses ao longo da vida. "É a vida!!!!"


Mesmo sendo uma corrente política com que não me consigo identificar, há algumas buzzwords do Bloco de Esquerda/Louçã que até caem no ouvido. A ideia de hoje foi promover nas Presidenciais a ideia que devemos contrariar o espirito da frase acima: "É A VIDA!!!"

Não posso deixar de concordar mais, este País precisa de um forte abanão nas consciências já que esta paz podre e sufocante está a asfixiar as poucas virtudes que ainda restam aos Tugas. Não desejo a destruição daquilo que também é um pouco meu, mas talvez seja mesmo necessário um terramoto no sentido real da palavra para obrigar a começar do zero (ninguem acredita que se houver um terramoto sério na Grande Lisboa, vá ficar muita coisa de pé pois não?)


Como suburbano nascido e vivido aqui, não me agrada a imagem do meu mundo destruído, mas entristece-me muito mais a visão de um País que devia crescer e está PARADO! Preguiças? Não, as originais não chateam ninguém. A espécie de preguiça Tuga? Que tal oferecer-lhes uma excursão ao Sahara de 15 dias, com mantimentos apenas para o 1º dia? Radical? Não, acredito que todos acabassem por sobreviver e até se multiplicar, portanto não estou a desejar a morte a ninguém! Mas pelo menos durante 15 dias, talvez o País funcionasse para variar...


Alguém quer experimentar a minha teoria? Identifique as preguiças à sua volta e pense como seria sem elas durante 15 dias... Gostou?!?!?


publicado por VitorM às 23:33
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Mudei de casa

Neve na cidade...

Despede-se um génio...

Curiosidades do Meu País

Preguiças

Chuva? Não, é tempestade ...

Raisparta o sapo...

Amanhã é feriado?

Eclipse

Domingo no Parque

Inauguração do Vista do S...

arquivos

Abril 2008

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

tags

todas as tags

links
Quantos já me visitaram?
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds